top of page

Quais KPI's eu tenho que acompanhar no meu E-commerce?

O mundo dos negócios já entendeu que o marketing digital é uma estratégia consolidada e que não tem para onde fugir. E talvez isso tenha aumentado muito o índice de dificuldades das equipes de marketing na hora de mensurar resultados. Por isso, hoje quero responder à dúvida de grande parte dos marqueteiros sobre quais são os principais indicadores de desempenho do e-commerce.



Assim, se você sente dificuldades ou tem dúvidas na hora de elaborar um relatório com indicadores de desempenho no e-commerce, fique por aqui que após essa leitura será bem mais fácil fazê-lo.


Recentemente, uma pesquisa realizada pela consultoria Ebit/Nielsen, em parceria com o Bexs Banco, apontou que o e-commerce do Brasil cresceu 41% em 2020 em decorrência da pandemia, e chegou a faturar R $53,4 bilhões agora em 2022, atingindo crescimento de 31% em relação ao mesmo período de 2021.


E para podermos continuar seguindo essa tendência, na pauta de hoje quero falar sobre quais KPIs acompanhar no E-commerce. Já que sem entender quais são os indicadores de desempenho certo para cada tipo de negócio, não é possível ter o melhor desempenho e nem obter retorno nas campanhas.


Vejamos!


Os principais indicadores de desempenho do e-commerce


KPIs é a sigla em inglês para indicadores-chave de performance, algo que merece toda nossa atenção nas estratégias de marketing para e-commerce. Mas acaba se tornando um desafio para os gestores.


A dificuldade se dá porque dependendo do tipo de negócio, a forma de mensuração dos resultados pode variar bastante. É nesse ponto que eu queria chegar.


Mas, antes de falar dos principais indicadores de desempenho no e-commerce e suas variações, cabe um alerta: existem diversos indicadores que podem ser úteis para mensurar o desempenho de um negócio virtual. Por isso, antes de sair mensurando tudo, aja de forma estratégica.

  1. Entenda quais são as informações que realmente são relevantes para determinado tipo de negócio

  2. Defina estrategicamente uma periodicidade para monitorá-las.

  3. Oriente seus insights para o desenvolvimento de novas estratégias de marketing, a partir do cruzamento dos dados obtidos.

Outro ponto que vale ressaltar é que o acompanhamento dos indicadores de desempenho é uma ferramenta capaz de ajudar a promover a melhoria contínua de processos e/ou da relação com os clientes e potenciais clientes.


É, também, uma oportunidade incrível de saber quem são e como se comportam os potenciais clientes da loja virtual, possibilitando a definição de estratégias mais assertivas para a atração do perfil adequado do cliente. E o resultado disso é a destinação dos investimentos e esforços em ações que realmente vão gerar retorno.


Agora, sim, vamos falar sobre quais são os principais indicadores de desempenho do e-commerce e lojas virtuais.



Quais KPI's e como eles podem te ajudar a aumentar as vendas?


Separei os principais KPI's e alguns e também alguns que considero boas opções para ajudar na estratégia. Confira!


1- Taxa de conversão de venda


O cálculo desse KPI é simples:

Taxa de conversão = número de vendas / número de visitas x 100.


Funciona assim: quanto menor for o percentual dessa taxa, pior é o resultado de vendas. Assim, essa métrica te mostrará a razão entre quem visitou o site e quem de fato comprou.


O período de mensuração dependerá do número de visitas que a loja virtual recebe. Isso é: se o volume for baixo, não há necessidade de monitorar com tanta frequência. Agora, se o e-commerce já estiver consolidado no mercado, é válido verificar diariamente a movimentação


2- Custo de aquisição por cliente (CAC)


Essa conta também é simples:

CAC = total de investimentos / número de clientes adquiridos.


Essa métrica irá mostrar o quanto é preciso investir em estratégias de marketing e vendas para conquistar novos clientes dentro de um determinado prazo. Ela compreende todas as despesas com mídia, seja paga e/ou orgânica, inclusive os custos dos honorários de agências ou profissionais.


3- Custo por Clique- CPC


Esse cálculo é feito da mesma forma que o CAC e o CPA:

CPC = total de investimentos / número de cliques.


Porém, é utilizado em mídia patrocinada. Ou seja, o anunciante só paga quando alguém clica no anúncio.


4- Ticket médio


Ticket médio = faturamento total / número de pedidos.


Trata-se de um indicador de desempenho voltado para mostrar o valor médio gasto pelos clientes a cada compra em um e-commerce.


Funciona assim: ao subtrair o valor do ticket médio pelo valor do CAC, temos a informação de se os clientes estão gastando mais do que o custo da empresa para atrair um novo cliente.


5- ROI e ROAS


ROI - Return on Investment ou Retorno sobre Investimento. Usado para acompanhar a performance geral de marketing, pode mostrar quanto de retorno financeiro foi obtido em relação ao valor investido.


ROAS - Return on Advertising Spend, ou Retorno do Investimento em Publicidade. Serve para mensurar campanhas específicas de anúncios e deve ser o mais distante possível de zero, para que um negócio se mantenha sustentável


Para a mensuração desses KPI’s pode ser considerado o tipo de negócio e volume de transações comerciais, de forma que a avaliação pode ser feita mensal, trimestral ou semestralmente.

  • Quantidade de visitantes únicos: Serve para ajudar um e-commerce a entender melhor sobre sua audiência e tráfego. Ela contabiliza os acessos de novos usuários a plataforma, de modo que mesmo que uma pessoa visite a mesma página diariamente, ela será contabilizada apenas uma vez como visitante.


Assim, é possível mensurar se um site atrai novos visitantes, ou se está estagnado.


Esses são os principais indicadores de desempenho do e-commerce, mas existem outros KPI’s que podem ser mensurados, como, por exemplo:

  • Customer lifetime value: se refere a média de quanto cada cliente vai gastar em uma loja virtual ao longo de sua trajetória, desde o primeiro dia em que adquire um produto até o dia em que ele deixa de utilizá-lo.

  • Taxa de rejeição (Bounce Rate): diz respeito ao percentual de visitantes que entraram no site e, sem interagir, interrompem a navegação fechando a página.

  • Canais de aquisição: considero esse um bom KPI, pois ele revela a origem dos visitantes de uma loja virtual, facilitando definir onde focar mais esforços e investimentos.

  • Abandono de carrinho

  • Taxa de devolução

  • Taxa de engajamento: também chamada de taxa de amplificação, esse KPI representa a interação do público com os canais de comunicação de um negócio. Nada mais é que a proporção de compartilhamentos por postagem para o número total de seguidores.

E para terminar, reforço que não existe uma fórmula fixa para a periodicidade em que o monitoramento dos KPIs seja realizado. Porém, manter o histórico desse indicador é uma ferramenta de auxílio aos gestores no planejamento de metas alcançáveis e mais assertivas.


Lembrando que se você precisar de ajuda nas suas estratégias de campanhas e com os seus relatórios, você pode me chamar no Whatsapp a qualquer momento.



Leia outros artigos relacionados ao e-commerce aqui no blog:


Comments


bottom of page